domingo, 29 de novembro de 2015

Feita de mármore

O que é estar bem de verdade? Faz sete dias que me pergunto isso e ainda não obtive minhas devidas respostas. Tento me animar, mas aos poucos tudo se torna frio e sombrio, sem sentindo. Meu cansaço enfim se tornou dano físico. Em sete dias terminei uma cartela de remédio anti-dores. Dores de cabeça, costas, ombros, ventre com cólicas. Tudo desculpa para esconder a dor do coração.
A sensação que tenho é que estou caindo em um buraco sem fundo, eternamente agonizando pelo fim. Só queria chorar até perder a voz em soluços cálidos, mas já não sai mais nada daqui. Será que sou feita de mármore? Fria e arrogante, a ponto de ser sem qualquer tipo de sentimento, magoando a todos que amo por simplesmente ser um pedaço idiota de pedra?!
Vazia, é assim que me sinto. Mas como posso ser vazia sentindo tudo isso que descrevo? Queria entender minha cabeça, mas não consigo. A neblina é constante, não há nada que se possa fazer para dispersá-la, apenas aguardar o torturante tempo passar.
Não compreendo. Não faço questão de compreender ao mesmo tempo em que faço. Será que em algum dia as estrelas irão brilhar novamente? Onde está a luz, meu Deus, onde está a minha doce luz?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Yoo...