quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Loucura insana, despertada na chama de uma tempestade

Se vida passadas existem, imagine como deve ser complicado encarar as mesmas situações passadas esperando que aquilo tudo se resolva dessa vez. Mas mais complicado ainda, imagine que nesse exato momento você pode estar onde morreu em outra vida, onde morou, onde nasceu...
Como você era em outras vidas? Eu sei que essa é fácil de responder, basta procurar os recursos que temos hoje em dia, mas no sentindo do seu subconsciente, como você era? Será que algo mudou em suas vidas? Além do tempo, obviamente. Se é tudo uma questão de escolhas, se tudo já fora escrito, por que nunca estamos de fato preparados aos acontecimentos que nos surgem ao longo dos anos?
São tantas dúvidas, tantas buscas por respostas de algo que sempre será um mistério. E mesmo quando se for, e tudo for esclarecido com o que há após nossa vida, será tudo esquecido na outra. Isso, claro, se houver outra.
Um ciclo sem fim de dúvidas. É como um ser humano e um grão de arroz. É como um ser humano e um universo. É como um grão de arroz e o universo. A grandiosidade de tudo que somos e de tudo que há a nossa volta. O que somos perante a esse todo que mal sei o nome específico? Somos nada. Apenas nada. Um grande nada no meio de um vazio infinito.
Sinto-me ficar louca com tais pensamentos. Quando foi as datas de minhas outras vidas? As pessoas que hoje convivo, o que não fora resolvido entre nós? São tantas incertezas nestes meus olhos, tanta futilidade e medo da verdade! A coragem se esvai a cada pensamento insano que tenho sobre o que há acima e a baixo de nós.
Espiritualidade, Deuses, Deusas, um próprio Deus e uma própria Deusa. Tudo interligado. Tudo indiferente. Nada faz sentindo de fato, nada deve fazer sentido de fato. Somos apenas vermes na imensidão dessa escuridão sem brilho.
O resumo de tudo. A dúvida de tudo. A crise existencial do século. A loucura insana, despertada na chama de uma tempestade. Meus olhos enfim se fecham, a boca se cala e a mente... Há! A mente! Está sim fez um grande feito agora: parou de pensar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Yoo...