quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Devaneios...

Desencontros dessa vida, tenho muitos por sinal.
Hoje meu pulso dói, lembrando-me dos erros passados.
Ouço Paramore mais que tudo, me identificando em cada verso emotivo.
Como sempre, pago pelos pecado em oportunidades não sendo vistas, tudo sinônimo de castigos para si.
Você não está bem, eu sinto muito não poder tirar esta dor de você.
A chuva nos lava alma.
Sinta-se acolhido, segurando-te estou.
O som do silêncio a espera das novidades.
Segunda as sete horas. Currículo brevemente.
Aviões, estrelas, sonhos.
O carinho a ti.
Palavras sem sentidos aqui.
É, acho que a vida tem dessas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Yoo...