domingo, 13 de setembro de 2015

Quando você vai embora

Choro sempre que lembro disso, mas dessa vez choro calada. Sem ruídos, apenas as memórias de um dia que fomos felizes. A carne amarelada que um dia será apodrecida, não queria prever isso. Uma bomba com contagem regressiva feito ampulheta sem cor. Para dizer adeus, não estou preparada.
Ainda lembro de seus conselhos, de suas sábias palavras e de todo carinho que tens comigo. Da vezes que me convenceu de que usar óculos na terceira série seria algo divertido, de que eu ficaria mais linda do que era, mesmo que o senhor não pudesse me enxergar. Ainda lembro de quando me mudei, e o senhor me ensinou o nome do prefeito e me convenceu que aqui era um lugar mágico, com muitas aventuras... Isso me fez me sentir melhor e menos sozinha, meu vô. Os doces, há os doces escondidos! Pé de moleque caseiro era sua especialidade, ainda me lembro das vezes que me presenteou com saquinho de pão cheio deles. Nunca mais comerei esse doce. Nunca mais pois sem sua companhia não será o mesmo.
Não quero te dizer adeus, meu avô. Onde foi parar todos os nossos planos? Não quero, não aceito. Dois meses é muito pouco para tudo que deve ser dito, vivido, apreciado. Não quero lhe ver abaixo da terra, não quero saber que sentirás dor assim.
Choro hoje tudo o que não poderei chorar até sua partida. Nada será como antes. Sua casa será vazia. Suas plantações irão secar. Não haverá mais roda caipira e nem folia de Reis. Vou sentir tanta sua falta, tanta. Não irá mais ter graça ler livros grandes e saber que não ouvirei suas histórias da escola.
Meu "Reynaldo Gianecchini", como lhe chamava quando mais nova, acho que Deus quer você ao lado Dele. Ainda estou com raiva Dele por levar meu segundo pai assim, mas tentarei me conformar que será algo bom para o senhor. Pelas gotas que ainda caem marcando o fim, te darei os melhores dias. Com muita festa, doces e vinho, mas principalmente com todo meu amor e carinho.

Para meu eterno galã Jairo Candido, meu avô.

Quando você vai embora
Os pedaços do meu coração sentem a sua falta
Quando você vai embora
O rosto que eu conheci também me faz falta
Quando você vai embora
As palavras que eu preciso ouvir vão sempre me fazer levar o dia adiante
E fazer tudo ficar bem
Eu sinto sua falta


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Yoo...