segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Ao redor o vento sopra

Sono, muito sono. A mente já não comandava nada. Os olhos piscavam miúdos, ombros pesados, boca aberta. Aos poucos o grande corpo afundava nas entranhas da macies fajuta daquele sofá. A janela entrefechada, alguns fachos de luz iluminavam seus olhos. Respiração intensamente calma, apagando aos poucos do conta gota do soro no corpo a frente.


Blow a kiss, fire a gun
All We need is somebody to lean on


A música envolvia seu corpo aos poucos apesar de não mover nem mesmo um músculo para tal feito. Ao ritmo da balada, estrelas desciam pelos feixes de luz solar. Tão pequenas e quase invisíveis. O olhar pesado, focando em uma por uma. Boca aberta prestigiando estrelas de poeira coloridas de arco-íris.

Blow a kiss, fire a gun
All We need is somebody to lean on

Fazer um pedido a cada uma delas, será que atenderiam algum? O sol se esconde, ou talvez alguém apenas tenha fechado a janela. Os pedidos ficam vagos, será que foram ouvidos? Espero que sim. Espero que não. Corujas, olhar intenso. Nós deveríamos nos segurar e nos libertar. Mundo dos sonhos, meus cumprimentos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Yoo...